Se você tem em torno de 25 anos ou mais vai se lembrar dos primeiros sites e como eles evoluíram visualmente até os dias de hoje. Se for mais novo, saiba que parte dessas mudanças foram responsabilidade de um desenvolvedor front end.

Com a internet cada vez mais acessível e os dispositivos móveis sendo usados frequentemente, a interface, ou seja, o visual precisa se adaptar. E nesse momento um profissional ganha espaço, afinal o que vale é a experiência do usuário.

O que faz um desenvolvedor front end?

O desenvolvedor front end é o profissional responsável por criar a camada visual de sites e aplicativos. Sem que o layout seja adaptado a maior parte das pessoas não conseguiria navegar na internet por não entender as linguagens de programação. Para que possa compreender melhor, é ele que trabalha mais na parte visual.

Podemos dizer que esse profissional é quem transforma uma ideia que está no papel em realidade e a torna funcional. Além disso, transforma códigos em textos e imagens que todos possam compreender.

Para garantir esse resultado, o profissional costuma transitar entre diferentes áreas da empresa e entender as necessidades de cada uma. Ele precisa compreender o projeto, ter parceria com as áreas de criação, vendas, marketing e outras. Inclusive com os profissionais voltados para a experiência do usuário, por exemplo.

Como é o mercado de trabalho?

Existem vagas para o desenvolvedor front end e não é difícil para um bom profissional encontrar oportunidades.

Quem deseja atuar nessa área deve ser uma pessoa que está sempre atualizada com as tendências, já que as transformações são constantes. Não se pode ter medo de adotar novas ferramentas e tem que estar aberta ao aprendizado.

Ser autodidata é bastante importante, pois muitas vezes os projetos possuem um prazo curto e nem sempre haverá alguém disponível na equipe para ensinar. Em relação ao conhecimento de outros idiomas, o inglês é fundamental.

A profissão permite que trabalhe em empresas de diferentes segmentos, isso porque a maioria delas hoje utiliza sites, aplicativos e intranet. A rotina dependerá do projeto que você está desenvolvendo no momento, mas costuma exigir que interaja constantemente com outras áreas.

Em relação aos salários, esses podem ser atrativos. Um estagiário ganha cerca de R$ 1.500 e um desenvolvedor front end certificado recebe de R$ 2.500 a R$ 4.500. Os profissionais sêniores podem ganhar cerca de R$ 10.000 e os gestores da área recebem valores ainda mais atrativos.

Leia também: Capacitação Profissional: por que continuar em busca de conhecimento?

Como se tornar um desenvolvedor front end?

Para que possa se tornar um especialista emfront end, o melhor caminho é fazer um curso profissionalizante.

Esse trabalhador precisará saber lidar com diversas linguagens, como HTML, CSS e JavaScript. Além disso, deverá conhecer mais sobre layout, UX design, SEO e outros assuntos.

Ao fazer uma capacitação poderá aprender outras linguagens, como Bootstrap 4, jQuery, SASS/LESS, AJAX e JSON. Essas estão cada vez mais sendo utilizadas e são bem atuais, além disso as etapas de um projeto também serão apresentadas em um curso.

Para quem deseja se tornar um desenvolvedor front end, o melhor caminho é estudar para se especializar. Isso porque um certificado pode abrir muitas portas. Além disso, chegará mais preparado ao mercado e competirá pelas melhores vagas.

Você acha que está preparado para se tornar um desenvolvedor front end?